Pular para o conteúdo principal

J.C. Pontagrossense – Uma tarde memorável no Hipódromo de Uvaranas

Fotos Luiz Melao 
Fonte: planetaturfe.com.br 

Uvaranas_Reabertura.JPG


Para alegria de todos os amantes do turfe, aconteceu o tão esperado dia. A reabertura do Hipódromo de Uvaranas, data de grande expectativa criada, em razão de diversos tipos de esforços e ações que foramrealizados desde os funcionários, proprietários, profissionais do turfe e de toda a Diretoria presidida por Roberto Cunha Nascimento, com a união e dedicação de todos, tivemos uma tarde memorável, que será lembrada por todos.

Com a benção do céu, até o clima colaborou, havia muito apreensão, as previsões apontavam chuvas torrenciais para a região de Ponta Grossa, mas o que vimos foi uma tarde agradável, com muitos momentos de sol radiante.
Com um público digno de “Grandes Prêmios” a arquibancada ficou pequena para tantas pessoas, para onde se olhava pessoas se aglomeravam buscando um espaço para se acomodar, na reta de chegada cerca de 200 metros, estavacompletamente tomada, até os mais incrédulos ficavam de boca-aberta.

No aspecto social, muita movimentação, como há muitos anos não acontecia até o prefeito da cidade se fez presente,socialites, autoridades, vários colunistas,os principais órgãos de divulgação da cidade, digital, escrita e televisionada, com direito a destaque na “Rede Globo” em rede estadual.

Presença de criadores, proprietários e profissionais renomados do turfe nacional, num ato de reconhecimento de todo o trabalho realizado na recuperação do “Turfe Pontagrossense”, o presidente da ACPCCP(Associação dos Criadores e Proprietários do Cavalo de Corrida do Paraná), Jael Bergamaschi Barros, em discurso se declarou encantando e otimista com a projeção do nosso turfe.

O palco principal, a pista de Uvaranas, abrigou os principais atores do evento, com páreos sendo disputados com muita lisura, um movimento de apostas de aproximadamente R$ 35 mil, engrandeceu e coroou o evento.

Jockey Club PontagrossenseHipódromo de UvaranasResultados - Reunião 01-2012Sábado – 21/04/12

1º Páreo – Produtos de 2 anos sem vitória – 900 metros - Areia – Tempo: 54”70.1º - Belo Federico – L.Chimenes 55kg
2º - Breed Strong – Z.M.Rosa 55kg
3º - Bizão Legal – B. Ardiles 57kg
4º - Rala Raia – C.F.Silva 53kg
5º - Ótima Idéia – R.Araujo 55Kg
* Não correu Damerino.

Belo_Federico.JPG
Belo_Federico_Vitoria.JPG

Belo Federico(Tiger Heart e Goodliness por Impression), macho, castanho, 02 anos do Paraná, de criação de Paulo Rodolfo Fischer e propriedade do Haras J.J.Samara, recebeu a condução de Leandro Chimenes com treinamento de Fabrício Petrechel.
2º Páreo – Produtos de 3 anos sem vitória – 1100 metros - Areia – Tempo: 68”90.1º - World Runner – Z.M.Rosa 54kg
2º - Big Caçador – B.Ardiles 57kg
3º - Xá De Sassafrás – L.Chimenes 57kg
4º - Sapeca Iaiá – J.Natel 54kg
5º - Astor – R.Araujo 56kg
6º - Amy Queen – C.F.Silva 54kg
* Não correu World Gold

World_Runner.JPG
World_Runner_Vitoria.JPG

World Runner(Red Runner e Nha Tuta por Choctaw Ridge), fêmea, castanha, 03 anos do Paraná, de criação e propriedade do Haraz Garcez Castellano com o seu jóquei-treinadorZeferino de Moura Rosa “up”.

3º Páreo – Produtos de 2 anos sem vitória – 1200 metros - Areia – Tempo: 76”20.1º - Rumbador – L.Chimenes 55kg
2º - Perfumo – Z.M.Rosa 55kg
3º - Grand Entrance – J.Natel 53kg
4º - Belo Nego – R.Araujo 55kg
5º - Barro Branco – C.F.Silva 55kg
6º - Dion Celine – B.Ardiles 57kg

Rumbador.JPG

Rumbador(Factory Order e Vinha D’Alho por Emmson), macho, castanho, 02 anos de São Paulo, de criação e propriedade do Haras Amparo sob a monta de Leandro Chimenes é treinado porFabrício Petrechel.

4º Páreo – Produtos de 3 e mais anos até 2 vitórias – 1100 metros - Areia – Tempo: 68”30.1º - Ramatuelle – L.Chimenes 54kg
2º - Lonely King – Z.M.Rosa 56kg
3º - Taj Bengal – C.F.Silva 56kg
4º - Arrancadão – B.Ardiles 57kg
5º - Eliminador Boy – R.Araujo 54kg
6º - Chez Marie – J.Natel 52kg
7º - Shinny Star – C.Antunes 54kg

Ramatuelle.JPG
Ramatuelle(First American e Relancin por Ronetico), fêmea, castanha, 04 anos de São Paulo, de criação de Luiz Marcio Domingues Aranha e propriedade do Stud Genaro com Leandro Chimenes no comando das rédeas e treinamento de Osvaldo Farago.

Páreo-Extra - Produtos de 3 e mais anos – 1300 metros - Areia – Tempo: 83”85.1º - Seu Massito – Z.M.Rosa 55kg
2º - Montferrand – C.F.Silva 53kg
3º - Camarim – L.Chimenes 58kg
* Não correu Energia Combinada

Seu_Massito.JPG

Seu Massito(Romarim e Sesame Street por Fast Gold), macho, castanho, 04 anos de São Paulo, de criação do Haras Interlagos e propriedade do Stud PG na tocada de Zeferino de Moura Rosa e preparo de Osvaldo Farago.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Escolha a musa do Operário Ferroviário

A Musa do Operário será escolhida na próxima quinta-feira (1). O concurso teve a pré-seletiva na semana passada e foram selecionadas doze, das 20 candidatas inscritas. Porém, uma das escolhidas desistiu da seleção.

Além dos votos dos jurados no dia do concurso, todos podem participar da escolha votando aqui na página do Operário.
O resultado da votação virtual representará um jurado no dia do concurso. 
A escolha da Musa será realizada no dia 1º de março, a partir das 19hr na Praça de Alimentação do Shopping Antártica.
 Clique na foto para votar:





Foto divulgação: Luciano Mendes Fonte: Assessoria de imprensa 

Letra e áudio: Aprenda o Hino do Operário Ferroviário

Atlético-PR pressiona juiz em site: 'Não tente influenciar no resultado'

Descontentes com a escolha de árbitros do estado para a final do Campeonato Paranaense, o site oficial do Atlético-PR publicou uma carta aberta ao juiz Adriano Milczvski, sorteado quinta-feira (10) pela Federação Paranaense de Futebol (FPF) para apitar o clássico final, domingo, no Couto Pereira. No texto, que não foi assinado, o pedido é que “não tente fazer parte da história do Coritiba”. A carta fala que a “arbitragem preocupa tanto atleticanos quanto coxas-brancas” e coloca o Atlético-PR como vítima de supostos erros de arbitragem nos últimos jogos entre os dois times. De forma irônica, também fala que “a nação alviverde não deseja, mais uma vez, carregar o estigma de que são favorecidos pelo apito”. Em tom de conversa, o texto pede para que o árbitro Adriano Milczvski “deixe não só a torcida atleticana em paz, mas deles (do Coritiba) também”. Por fim, o site do Atlético-PR apela para “que apite o jogo com justiça, não tentando influenciar no resultado”. Antes da primeira partida…